Membros do LIneA participam de reunião anual do LSST

03 de setembro de 2019 | LIneA

De 12 a 16 de Agosto de 2019 foi realizado o encontro anual da colaboração LSST. A reunião contou com a participação de mais de 300 pessoas (figura 1) entre tecnologistas e pesquisadores do projeto sendo uma excelente oportunidade para se ter uma visão panorâmica do progresso nas diferentes áreas de atividade, com ênfase na fase de construção. A reunião consiste um intensa agenda com mais de 100 sessões entre plenárias, paralelas, atividades práticas e encontros informais. Este ano participaram da reunião três membros do LIneA financiados pelo INCT do e-Universo, que procuraram cobrir as sessões de maior interesse dos membros do Grupo de Participação Brasileiro.

blank
Figura 1 – Foto de grupo dos participantes da Nona reunião 9th LSST Project and Community Workshop. Crédito da imagem: LSST.

As plenárias trataram do status da construção do telescópio, cronograma das diversas áreas de atividades, em particular do comissionamento da câmera de teste e do telescópio, destaques das colaborações científicas, e um resumo de todas as sessões paralelas. As sessões paralelas cobriram uma grande variedade de assuntos técnicos do projeto, ferramentas para acesso aos dados (ButlerLSST Science Platformbrokers), planejamento das colaborações científicas e divulgação. Alguns destaques da reunião para os membros do Grupo de Participação Brasileiro (BPG) são:

  • Apesar das recentes mudanças relativas ao direito de acesso a dados estas não afetam em nada o acordo de parceria com o Brasil estabelecido em 2015 e não requer nenhuma ação da nossa parte, ao contrário de outros colaboradores internacionais.
  • Existe ainda a possibilidade de obtenção de mais posições, desde que sejam identificadas contribuições de infraestrutura que o projeto considere de interesse. Uma chamada neste sentido solicitando cartas de interesse deve acontecer até outubro.
  • Submetemos, com o apoio da LSST Corporation, à Fundação Templeton um projeto para a implantação de uma rede de telescópios robóticos para a observação de ocultações estelares, cujos alvos aumentarão significativamente na era do LSST.
  • O coordenador do LIneA e o responsável pela câmera do LSST acertaram os detalhes para o desenvolvimento de um visualizador de imagens (figura 2) a ser usado no telescópio cujo protótipo desenvolvido pelo time de TI do LIneA havia sido apresentado anteriormente.
blank
Figura 2 – Visualizador de imagens sendo desenvolvido pelo LIneA para ser usado após a leitura da imagem dos 189 CCDs correspondendo a um total de 3.2 Gpixels. Os números representam a identificação dos CCDs. (Crédito da imagem: LIneA)
  • O coordenador e uma pesquisadora do LIneA se reuniram com a diretora de educação e divulgação científica do LSST para identificar potenciais colaborações nessa área.
  • Foi discutida a possibilidade do LIneA se associar a LSST Corporation, o que traria enormes benefícios na preparação da nossa equipe para a era do LSST.
  • Foi avaliada a possibilidade da ida de técnicos do LIneA ao SLAC para se familiarizar com o banco de dados QSERV.
  • O LSST é uma realidade. Um cronograma (figura 3) para os próximos três anos (2020-2022) de liberações de dados (imagens e catálogos) obtidos durante o período de comissionamento e verificação científica (figura 4) foi apresentado. Isto coloca uma pressão adicional no LIneA para estar pronto para participar desta oportunidade.
blank
Figura 3 – Cronograma apresentado para as liberações de dados previstos pelo projeto para os pesquisadores com data rights. (Crédito da imagem: LSST)
blank
Figura 4 – Descrição do conjunto de dados que devem ser liberados nos próximos três anos. (Crédito da imagem: Robert Blum)
  • A importância da participação dos membros do BPG no LSST Stack Club, uma reunião remota quinzenal onde os participantes desenvolvem aplicações e tutoriais para o Science Platform (figure 5).
blank
Figura 5 – Interface do LSST Science Platform que será a forma de acessar e analisar os dados do LSST. (Crédito da imagem: LSST)

LIneA é um laboratório apoiado pelo Observatório Nacional (ON), Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), e pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), criado com a finalidade de dar suporte à participação brasileira em levantamentos astronômicos. O LIneA e o INCT do e-Universo também apoiam brasileiros participantes de grandes levantamentos astronômicos, como o projeto DESI, o DES e o próprio LSST.

Deixe um comentário