Completada a Primeira fase do projeto CS82

25 de fevereiro de 2011 | LIneA

O projeto Canada-France-Hawaii Telescope Stripe-82 Survey (CS82) finalizou a sua coleta de dados, mapeando uma região de 170 graus quadrados da esfera celeste em alta resolução. O CS82 é um projeto conjunto França-Canadá-Brasil, com participação de pesquisadores do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), Observatório Nacional (ON), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Universidade de São Paulo (USP) associados ao Laboratório Inter-institucional de e-Astronomia (LIneA) e que tem utilizado a infra-estrutura desenvolvida pelo laboratório.

O CS-82 mapeou uma área já varrida pelo Sloan Digital Sky Sruvey (SDSS), a chamada faixa-82 (daí o nome do levantamento), tornado-se o projeto de maior profundidade e resolução cobrindo essa região. O principal foco do projeto é o estudo das lentes gravitacionais, causado pelo desvio da luz pela curvatura do espaço-tempo, da escala de galáxias à estrutura em grande escala do Universo. No entanto os dados terão aplicações a diversas áreas da astrofísica e cosmologia, como a evolução de galáxias e abundância de aglomerados de galáxias, e trarão implicações para o estudo da Matéria e da Energia escuras (componentes ainda desconhecidas que representariam 96% do conteúdo de matéria-energia do Universo).

O CS82 tem sinergia com o os projetos Dark Energy Survey (DES) e SDSS, cuja participação brasileira é também coordenada pelo LIneA. Por um lado ele varre uma região estudada pelo SDSS e utilizará dados desse projeto. Por outro lado, dada a resolução das imagens, ele é uma espécie de caso teste para o DES. Além disso o próprio DES cobrirá essa região no futuro.

O CS-82 é um exemplo de survey rápido, barato e de grande impacto científico. Utilizamos tempo brasileiro no telescópio CFHT, compartilhado (e com uma fração maior do tempo) com França e Canadá. Os primeiros dados foram obtidos em setembro de 2010 e o survey foi completado em janeiro de 2011. Em meados de fevereiro foi completada a redução e calibração das imagens, dando início à análise científica e já foram identificados os primeiros arcos gravitacionais (ver imagem).

Dadas as características do projeto (área, profundidade e resolução) e a existência de dados complementares na faixa-82 espera-se um impacto científico comparável ao do CFHT-Legacy-Survey, que foi um dos levantamentos de maior impacto da década passada.

Esse é também um exemplo da complementaridade criada através da participação nos projetos DES e SDSS e da interação do CBPF/ICRA, ON e outras instituições, agora capitaneado pelo LIneA.

blank

Arcos produzidos pelo efeito de lente gravitacional (destacados em laranja) identificados em aglomerados de galáxias no CS82.

blank

Aglomerado de galáxias no CS82. Imagem em cores artificiais produzida a partir de imagens do Sloan Digital Sky Survey.

Deixe um comentário